Nascido do nosso celeiro, o Alentejo, especialmente adaptado às condições de vida das populações rurais, é um campeão nas utilizações que lhe dão. Desde as migas, à “sopa alentejana”, ou de cação, ensopado de enguia, açorda de marisco, são inúmeras as utilizações que lhe dão. De uma forma mais mundana, é tradicionalmente usado como acompanhamento de queijos, enchidos e do vinho. 100% trigo, é um pão denso que tem a característica peculiar de se conservar por muito tempo. À inclusive quem goste deste pão com quatro ou cinco dias, cortado fininho, acompanhado de uma boa fatia de queijo de Serpa ou de presunto porco preto.

Pão Alentejano